Vice-governador do Rio Grande do Sul é assaltado

O vice-governador do Rio Grande do Sul, Paulo Afonso Feijó (PFL), foi assaltado por dois homens armados na esquina da Avenida Nilo Peçanha com a Rua Marechal Andréa, na zona norte de Porto Alegre, na noite de terça-feira, 2. Feijó estava sozinho dentro de sua caminhonete, esperando o sinal abrir para seguir para casa, quando foi abordado pela dupla. O vice-governador não reagiu e entregou o relógio e o celular. Um taxista percebeu a ação dos bandidos e passou a buzinar. Os assaltantes fugiram.A polícia acredita que os ladrões desistiram da intenção de levar o veículo porque perceberam que teriam dificuldades para escapar rapidamente em meio aos diversos carros que pararam diante do semáforo. Feijó não sofreu agressões físicas.Em apenas 35 dias, três integrantes do novo governo gaúcho foram vítimas de assaltos. No dia 2 de dezembro, ladrões levaram um Passat que a governadora Yeda Crusius (PSDB) havia emprestado para um amigo. O carro foi recuperado dois dias depois. No dia 2 de janeiro, assaltantes tomaram o Celta do subcomandante geral da Brigada Militar, coronel Paulo Mendes, quando o veículo estava sendo dirigido por uma filha do militar. O automóvel foi encontrado abandonado no mesmo dia.Em apenas quatro dias, de 30 de dezembro a 2 de janeiro, a Brigada Militar contabilizou 225 casos de roubos de veículos no Rio Grande do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.