Vice-prefeito eleito é assassinado a tiros por pistoleiros em AL

Célio 'Barateiro', que tomaria posse como vice-prefeito de Satuba, sofreu atentado a tiros neste sábado

Ricardo Rodrigues, Agência Estado

28 de dezembro de 2008 | 15h07

O vice-prefeito eleito do município de Satuba, Célio Gomes da Silva (PMDB), 48 anos, conhecido como Célio 'Barateiro', sofreu um atentado a tiros e morreu na noite de deste sábado, 27, a quatro dias da posse. Dois homens teriam cometido o crime e uma terceira pessoa estaria dando cobertura numa caminhonete, a poucos metros do supermercado da vítima, que fica às margens da BR 316, na zona urbana de Satuba, na região metropolitana de Maceió. Para a Polícia Civil de Alagoas, o crime pode ter conotações políticas, já que a disputa eleitoral foi acirrada em Satuba.   Familiares que ajudaram na remoção do corpo até o Instituto Médico Legal Estácio de Lima (IML) disseram que Célio foi executado com pelo menos doze tiros, sendo quatro deles na cabeça. Pelas marcas deixadas no corpo do vice-prefeito, suspeita-se que os tiros sejam de pistola 9 milímetro. Os tiros foram certeiros e provocaram ferimentos gravíssimos. Por isso, Célio 'Barateiro' não res istiu ao chegar no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. Segundo as informações da equipe médica de plantão, ele perdeu massa encefálica e estava com hemorragia interna.   De acordo com a polícia, Célio teria acabado de chegar ao seu supermercado (O Barateiro), quando foi surpreendido pelos pistoleiros. O vice-prefeito eleito vinha recebendo ameaças constantes por telefone. Segundo seus familiares, algumas das ameaças foram gravadas e entregues à polícia. Numa das gravações, uma voz do outro lado da linha dizia: "Você ganhou, mas não leva". A família do comercviante tinha aconselhado Célio a deixar a cidade e retornar somente no dia 1º de janeiro, para a solenidade de posse.   O corpo do comerciante chegou no final da noite de sábado ao IML, onde foi submetido a exames e liberado no início da manhã deste domingo para o sepultamento, que deve ocorrer no Campo Santo Parque das Flores, em Maceió. O prefeito eleito de Satuba, Cícer o Ferreira da Silva - o Titor (PCdoB) esteve no IML, onde foi prestar solidariedade à família, mas não quis dar nenhuma declaração à imprensa sobre o crime. No entanto, familiares do prefeito afirmaram que ele também estaria ameaçado de morte e já teria pedido proteção à polícia.   Célio 'Barateiro' nunca teve envolvimento com política até ser eleito, no último dia 5 de outubro, vice-prefeito de Satuba, na coligação 'Mudar com Coragem e Honestidade', encabeçada pelo vereador de primeiro mandato Cícero Ferreira, o 'Titor'. Quando tomou conhecimento do assassinato do companheiro de chapa, o prefeito eleito estava em uma cerimônia de casamento. 'Titor' e 'Barateiro' derrotaram Cyro da Vera Cruz (PSDB), que foi apoiado pela atual prefeita, Cícera do 'Bar', e é aliado político do deputado estadual afastado Antônio Albuquerque (sem partido).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.