Vice-presidente da Salgueiro é morto a tiros no Rio de Janeiro

A poucos dias do Carnaval, o vice-presidente da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Guaracy Paes Falcão, foi morto na madrugada desta quarta-feira, 14. Guaracy foi abordado por atiradores minutos depois de deixar a quadra, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. Policiais militares afirmaram que Guaracy estava acompanhado de sua mulher, Simone Moujarkian, que também morreu na ação criminosa. Os autores dos disparos fugiram e a polícia ainda não tem pistas dos criminosos. "As investigações ainda estão em andamento, mas pelas características do crime pode ser execução", disse um policial que esteve no local. Ainda de madrugada, a família do vice-presidente do Salgueiro esteve no local. "Meu Deus, por que fizeram isso com meu pai?", disse a filha de Falcão. O vice-presidente da Salgueiro era irmão de criação do presidente do Conselho Fiscal da Escola, Valdomiro Paes Garcia, o Maninho, que foi morto em setembro de 2004, quando deixava uma academia na zona oeste. A morte de Maninho está ligada à disputa por pontos de caça-níquel na cidade. Matéria ampliada às 11h43

Agencia Estado,

14 Fevereiro 2007 | 07h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.