Vídeo em que Dilma vira Dirceu não sairá da web

DISTRITO FEDERAL

, O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2010 | 00h00

A coligação da candidata Dilma Rousseff não conseguiu liminar para que fossem retirados vídeos de um site na internet, em que ela é transformada em José Dirceu. O ministro Joelson Dias, do Tribunal Superior Eleitoral negou o pedido da coligação. O ministro afirmou que a propaganda eleitoral na internet, por meio de blogs, redes sociais, sítios de mensagens instantâneas e assemelhados é autorizada. Também disse que o compartilhamento de vídeos não se compara nem se confunde com a veiculação de propaganda em site de pessoa jurídica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.