Vietnamita assaltado no Rio escapa de cativeiro, diz polícia

Um diplomata vietnamita levadopor bandidos após um assalto no Rio de Janeiro, no sábado,conseguiu escapar neste domingo do cativeiro, segundo a PolíciaCivil, e já está com seus familiares em um hotel da cidade. A Polícia Civil informou ainda que os três turistaschineses desaparecidos após o assalto, junto com o diplomata,teriam sido levados para a mesma favela em que estava ovietnamita. Eles também teriam conseguido escapar do cativeiro. A Polícia Militar, que confirma o aparecimento dovietnamita, ainda não tinha a informação sobre os chineses. Segundo policiais civis, as vítimas estavam em um cativeirosituado no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. A polícia não tinha mais detalhes sobre como as vítimasconseguiram escapar dos bandidos. O assalto ocorreu sábado na estrada das Paineiras, que dáacesso ao Corcovado. Homens fortemente armados, munidos de metralhadoras,abordaram as vítimas, que se encontravam em uma van e em umtáxi, num dos locais preferidos por ladrões que atuam emfavelas do bairro de Santa Tereza, devido à grande circulaçãode turistas. Durante o assalto, Vu Thanh Nam teria revelado aossuspeitos ser integrante do corpo diplomático do Vietnã emBrasília. Nam, que trabalha no país desde 2006, segundo a polícia,teria sido levado juntamente com os turistas pelos assaltantes,disseram as vítimas. Os suspeitos roubaram dinheiro, telefones e câmerasdigitais dos turistas. A Polícia Militar montou uma grande operação, mobilizando60 homens, para procurar os estrangeiros. Integrantes da Delegacia Anti-sequestro (DAS) e da PolíciaFederal também participaram das buscas. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.