Vigilância Sanitária encontra pombos em livraria no centro do Rio

Fiscais foram ao local para verificar denúncias sobre a qualidade da água e dependências dos funcionários

estadão.com.br,

19 de janeiro de 2012 | 21h21

O texto foi atualizado às 15h02 do dia 24 de janeiro de 2012.

SÃO PAULO - A Vigilância Sanitária encontrou pombos na Livraria Saraiva, localizada na Rua Sete de Setembro, no centro do Rio de Janeiro, durante inspeção feita na manhã desta quinta-feira, 19. Os fiscais foram ao local para verificar denúncias sobre a qualidade da água e problemas nas dependências dos funcionários.

No terceiro piso da livraria, que não estava em funcionamento, havia uma grande quantidade de fezes e penas, inclusive animais mortos. Os fiscais também encontraram umidade e infiltrações no refeitório e copa dos funcionários. A cisterna e as caixas d'água foram inspecionadas e foi constatado que a limpeza dos reservatórios não é realizada há mais de seis meses. Amostras da água de diferentes pontos foram coletadas e enviadas para análise em laboratório.

A livraria recebeu um termo de intimação para realização de serviços de impermeabilização e colocação de tampa de vedação da cisterna; limpeza das caixas d'água e cisterna, e apresentação de laudo de potabilidade da água; limpeza e higienização completa do terceiro andar com retirada dos pombos; e solução dos problemas de infiltrações no refeitório e copa do segundo andar. As exigências deverão ser cumpridas dentro de um prazo de 30 dias, sob risco de multa.

Em nota, a empresa contestou as informações e disse que os pombos, encontrados vivos, entraram no local devido a algumas telhas quebradas e as caixas d’água foram trocadas em novembro de 2011.

A livraria Saraiva informou que "toma as providências cabíveis e deve resolver todas as questões em até 30 dias, conforme consta no termo de visita da Vigilância Sanitária."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.