Vila Isabel encanta com enredo sobre o Theatro Municipal

Escola animou o público e contagiou o presidente Lula e a primeira-dama, Marisa Letícia

Jacqueline Farid, Agência Estado

23 Fevereiro 2009 | 02h03

A Vila Isabel fez um belo desfile com o enredo Theatro Municipal - A centenária maravilha e empolgou a Marquês de Sapucaí. O sambista Martinho da Vila, ausente da escola há dois desfiles, foi o "narrador" do enredo, interpretando o jornalista e escritor João do Rio.  Veja Também:  Fotos do desfile da Vila Isabel Você é o jurado: avalie o desempenho das escolas   Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da foliaEspecial: mapa das escolas e os sambas do Rio e de SP   Saiba como chegar ao sambódromo     Martinho da Vila volta a escola e empolga a primeira-dama, d. Marisa Letícia Foto: Marcos D'Paula/AE A presença do sambista empolgou a primeira dama, dona Marisa, que desceu do camarote do governo do Rio, de onde assistia o desfile da Vila, para dar um abraço apertado em Martinho na pista, acompanhada do prefeito da cidade, Eduardo Paes. Do camarote, o presidente Lula, visivelmente entusiasmado, tirou o chapéu panamá que usava para cumprimentar o sambista, que retribuiu, da pista, com o mesmo gesto. Ao final do desfile, Martinho da Vila mal conseguia falar: "é emoção demais, tô feliz da vida", repetia.  Carro que trouxe a bailarina Ana Botafogo foi um dos mais luxuosos do desfile. Foto: Fábio Motta/AE  Os carros luxuosos da escola encantaram a Sapucaí, com destaque para o carro que levou o nome do balé Lago do Cisne e trouxe a bailarina Ana Botafogo. A ex-miss Brasil Natália Guimarães fez bonito no segundo ano como madrinha da bateria do mestre Mug. "Já me sinto uma veterana, mas é sempre como a primeira vez, a emoção é grande e meu coração está acelerado", disse ela antes de iniciar o desfile. Os carnavalescos Alex de Souza e Paulo Barros segmentaram o enredo da escola em oito capítulos, que mostravam como foi a construção do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e lembravam os mais célebres espetáculos de balé e de teatro e os bailes de gala já realizados no local. O samba-enredo interpretado por Tinga provocava com o grito de "segura a vila que eu quero ver" e os integrantes da escola gostaram do refrão e sacudiram a Sapucaí. A ideia de um desfile 100% comunitário, que levou à doação de 3.500 roupas para os integrantes, uma iniciativa inédita no carnaval carioca, realmente ajudou na união dos foliões na avenida. Para ganhar a roupa, os integrantes ensaiaram desde outubro do ano passado.

Mais conteúdo sobre:
carnaval 2009Vila Isabel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.