Villa Lobos terá piso contra acidentes

Material emborrachado evita que crianças se machuquem nos brinquedos

Daniel Gonzales, O Estadao de S.Paulo

01 de maio de 2009 | 00h00

O playground do Parque Estadual Villa Lobos, no Alto de Pinheiros, na zona oeste da capital, terá até a semana que vem a totalidade de sua área, onde estão 20 brinquedos, revestida com uma manta de borracha para prevenir acidentes com crianças.Os brinquedos, muitos deles altos, como a casinha e o labirinto, ficavam, desde a inauguração do parque, em 1994, em área de lajotas de concreto duro, com risco de acidentes para crianças. Para os maiores de 1,5 metro de altura, o risco de acidentes é quatro vezes maior, de acordo com levantamento da ONG Criança Segura. Segundo o Ministério da Saúde, as quedas representam 55% dos motivos de hospitalizações de crianças entre 0 e 14 anos.A direção do parque adquiriu o equipamento para isolar o solo depois que reportagem do Estado e do Jornal da Tarde, publicada em 14 de março, mostrou os riscos a que as crianças estão sujeitas nos parquinhos públicos da capital. "Fizemos uma avaliação e observamos que havia possibilidade de acidentes. Decidimos comprar o revestimento, que terminaremos de instalar na semana que vem", diz o administrador do parque, José Henrique dos Santos.Segundo as diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), os brinquedos de playgrounds devem estar instalados em solos fofos, capazes de absorver impactos e diminuir o risco de ferimentos. "De preferência, deve ser areia macia, terra não compactada, placas emborrachadas ou grama", diz o coordenador da Comissão de Estudos de Segurança em Brinquedos da ABNT, Fábio Namiki.Em outros parques da cidade há exemplos de risco, como a falta de barreiras de segurança nos brinquedos, pontas de metal, pregos parafusos, lascas de madeira e ferrugem à mostra e até teias de aranha, como no playground do Parque do Piqueri, no Tatuapé, na zona leste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.