Vilma Martins rejeita terceira acusação de seqüestro

A ex-empresária Vilma Martins Costa negou ter seqüestrado Cristina Michele, tida como sua terceira filha, de uma maternidade em Petrópolis, na região serrana do Rio, há 29 anos. Acusada de seqüestrar Pedro Braule Pinto, o Pedrinho, e Roberta Jamilly, Vilma tenta se defender desta terceira acusação de seqüestro de recém-nascido feita pela carioca Janice de Souza Macedo. Vilma Martins depôs nesta terça-feira em Goiânia sobre a nova acusação. Ela disse que não estava no Rio na época em que a filha de Janice Macedo foi roubada. Cristiane Michele hoje tem 29 anos e tem sua filiação reivindicada por Janice. Vilma, que está presa provisoriamente desde maio, prestou depoimento ao mesmo delegado que investigou os casos Pedrinho e Roberta Jamilly.A polícia afirma que Vilma tem aparência semelhante ao retrato falado de uma falsa enfermeira que teria roubado a filha de Janice Macedo em Petrópolis. A filha seqüestrada de Janice Macedo chamava-se Rafaela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.