Vilma passa mal na chegada à delegacia

A empresária Vilma Martins foi presa na manhã desta segunda-feira, por volta das 8h30, em uma casa no Setor American Park, em Aparecida de Goiânia. Vilma estaria acompanhada da amiga de infância, Ana Borges, que também foi presa por favorecimento de fuga. Vilma chegou à Delegacia de Investigações Criminais, carregada por agentes, por volta das 8h40, e foi atendida por médico da Polícia Militar. O carro em que Vilma chegou foi cercado por moradores da região. Alguns, revoltados, ofenderam a empresária.O delegado Antonio Gonçalves, que preside o inquérito de seqüestro de Roberta Jamile, chegou ao Deic, às 10 horas, e está ouvindo depoimento da empresária e, depois, deve falar com a imprensa. A casa onde ela foi presa já havia sido vasculhada pela polícia na sexta-feira passada.A prisão preventiva de Vilma foi decretada no dia 28 de abril sob a acusação de seqüestro do menino Pedro Braule, em um hospital de Brasília em 1986.Na última sexta-feira, dia 9, em outro processo que apura o seqüestro de Aparecida Fernanda, em Goiânia em 1979, a justiça decretou outra prisão preventiva para empresária. Os bebês, conforme exame de DNA, são Roberta Jamilly e Oswaldo Júnior, registrados por Vilma como seus filhos legítimos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.