EFE
EFE

Vinte pessoas são detidas por urinarem nas ruas durante bloco no Rio

Prefeitura faz operação durante festas nas ruas cariocas; material de ambulantes também foi apreendido

Solange Spigliatti, Estadão.com.br

05 Fevereiro 2012 | 17h14

SÃO PAULO - Vinte pessoas, entre elas quatro mulheres, foram encaminhadas para o 14ª DP (Leblon), na noite deste sábado, 4, acusadas de urinarem nas ruas, durante o desfile do bloco carnavalesco Spanta Neném, na Lagoa, zona sul do Rio.

"Não daremos trégua a esse ato de desamor ao Rio por causa da falta de educação de alguns. Praças, jardins e a porta das residências não podem se transformar em mictório a céu aberto. Pular Carnaval e se divertir não significa desordem", disse Alex Costa, secretário de Ordem Pública.

Desde o dia 20 de janeiro, início dos desfiles dos bloco pré-carnavalescos, a Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) já encaminhou para a delegacia 95 pessoas por urinarem nas ruas.

Apreensões. A operação de combate à desordem foi realizada neste sábado por agentes da Seop, com apoio de guardas municipais, durante o desfile pré-carnavalesco do Spanta Neném.

 

Durante a ação, também foram apreendidos, com ambulantes não autorizados, 323 bebidas diversas, 120 sacolés de cachaça, 18 garrafas de vidro, oito isopores, três guarda-sóis e um carrinho para transportar mercadorias. Na ação, 25 veículos foram multados e quatro rebocados por estacionamento irregular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.