Violência em SP leva governo a fazer reunião de emergência

O governo federal convocou uma reunião de emergência de todos os seus órgãos de segurança estratégica para discutir a onda de violência que há dois meses aterroriza São Paulo e recrudesceu na noite de terça-feira, 11. A reunião, que será coordenada pelo ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, está marcada para as 15 horas. Estarão presentes representantes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Polícia Federal, da Secretaria Nacional de Segurança Pública e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), além dos Comandos do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. O governo federal avalia que a crise de segurança em São Paulo atingiu elevado nível de gravidade, mas o caso ainda não é de intervenção federal. A idéia, segundo informou a assessoria do Ministério da Justiça, é fechar uma estratégia de atuação federal, levantar formas de ampliar a cooperação aos órgãos de segurança do Estado e subsidiar o encontro que Bastos terá amanhã, às 15 horas, com o governador Cláudio Lembo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.