Viracopos ainda tem 'problemas' de infraestrutura, diz Jobim

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou nesta terça-feira, 28, que Campinas tem plena capacidade para receber "muitos passageiros" embora ainda seja um aeroporto com graves problemas de infraestrutura.   "Nos levantamentos que temos, Campinas tem baixíssima movimentação. O terminal é enorme e tem capacidade para receber muitos passageiros. Mas precisamos de ônibus para acesso aos aviões. Precisamos de um estacionamento para 800 vagas. Temos que mexer em pista de taxiamento, mexer no pátio, mexer no estacionamento e principalmente no check-in."   Segundo o ministro, os 21 vôos que serão transferidos para Viracopos ainda estão operando em Cumbica. "As companhias aéreas não querem isso, mas trabalharemos em cima da nova malha aérea. A médio prazo pensamos em desapropriações."   "Queremos fazer uma pista expressa na Rodovia dos Bandeirantes, primeiro para carros e transporte. Depois construiremos um trem expresso que ligue a cidade até São Paulo."   O aeroporto de Curitiba precisa, segundo a Anac, de um equipamento de R$ 7 milhões, de iluminação da pista e outras obras no aeroporto. " Prevemos a ampliação da pista de pouso do Aeroporto de Curitiba e a ampliação do sistema de drenagem, pois as precipitações lá são muitas."   "Quanto o problema da questão econômica é a seguinte: as empresas querem fazer dinheiro. Ou seja, compete a nós estabelecer as exigências de seguranças, porque isso representa gastos para as empresas. Elas só gastarão com isso se mandarmos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.