Visita de Bento XVI a SP em 2007 já tem programação

O cardeal d. Cláudio Hummes embarca domingo,3, para Roma, onde assumirá o cargo de prefeito da Congregação para o Clero, levando na bagagem um esquema preliminar da programação da visita de Bento XVI ao Brasil, de 9 a 13 de maio do próximo ano. O papa passará três dias em São Paulo e dois em Aparecida, onde abrirá a 5ª Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe.Montado em cima de sugestões da Arquidiocese de São Paulo, o esboço da programação será submetido a executivos do Vaticano - uma equipe precursora que chegará à capital no próximo dia 12 para analisar a proposta. Além dos locais escolhidos para hospedagem e celebrações do papa, em São Paulo e em Aparecida, os executivos - nenhum deles padre ou bispo - checarão as condições de segurança e deslocamento.´Sugerimos que Bento XVI se hospede com sua comitiva no Mosteiro de São Bento, no centro da cidade, de onde ele terá fácil acesso às duas concentrações previstas para os dias 10 e 11 de maio´, informou d. Pedro Luiz Stringhini, um dos bispos auxiliares do cardeal e membro da comissão encarregada de organizar a programação. A decisão será do Vaticano.O papa terá quatro compromissos em São Paulo - uma missa que deverá reunir um milhão de fiéis, um encontro com jovens, uma reunião com os 400 bispos brasileiros e uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A comissão organizadora sugeriu o Campo de Marte ou a Praça Campos de Bagatelle para a missa e o Vale do Anhangabaú para o encontro com os jovens.´Os bispos, que poderiam ficar hospedados no Hotel Holiday Inn, seriam recebidos pelo papa no auditório do Anhembi´, adiantou d. Pedro Luiz. Essa reunião seria provavelmente no dia 10, após o encerramento da Assembléia-Geral da CNBB em Itaici, marcada para a primeira semana de maio. Lula conversaria com Bento XVI no mosteiro ou em outro local - a sede da Prefeitura ou o Palácio dos Bandeirantes, por exemplo.O abade do Mosteiro de São Bento, d. Matias Tolentino Braga, já está tomando as primeiras providências para receber o papa. ´Logo que o cardeal me falou dessa possibilidade, comecei a me movimentar para fazer as adaptações necessárias´, informou o abade. Pelo menos seis celas serão transformadas em suítes para, somadas às sete já existentes, abrigarem Bento XVI e seus principais assessores.´Fomos preteridos em 1980, quando João Paulo II acabou se hospedando no Colégio Santo Américo, no Morumbi, por questão de segurança´, disse d. Matias. Ele acredita que, como São Paulo mudou muito nos últimos 25 anos, não haveria razão para deixar de escolher, agora, o centro da cidade. Se o Mosteiro de São Bento for aprovado, o papa encontrará ali um patrício, o monge alemão d. Plácido (Joseph) Bõckl, de 95 anos, que também nasceu na Baviera.Roteiro provisório em São Paulo Hospedagem - Mosteiro de São BentoMissa - Deve reunir 1 milhão de fiéis e pode ser realizada na Praça Campo de BagatelleJovens - Encontro com jovens no Vale do AnhangabaúBispos - Reunião com 400 bispos no auditório do AnhembiLula - Audiência com o presidente tem três opções: mosteiro, Prefeitura ou Palácio dos Bandeirantes

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2006 | 12h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.