Vítima de arrastão em hotel no Rio diz que hóspedes sofreram violência

Nesta quarta, 20, mulher foi feita refém dentro da própria casa, na mesma rua do hotel assaltado

Tiago Rogero, estadão.com.br

21 Julho 2011 | 19h48

RIO - Uma mulher foi feita refém na noite de quarta-feira, 20, por três assaltantes dentro da própria casa na Rua Almirante Alexandrino, em Santa Teresa, no Centro do Rio. Policiais entraram na residência e houve troca de tiros com os bandidos, mas ninguém ficou ferido. Os suspeitos conseguiram fugir. Na mesma rua, na última segunda-feira, 15 turistas hospedados em um hotel de luxo foram assaltados. O retrato falado de um dos quatro criminosos foi divulgado no mesmo dia, mas até hoje nenhum suspeito sequer foi identificado.

 

O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, disse nesta quinta-feira que o assalto ao hotel Santa Teresa foi uma ação "muito bem planejada", e que nem mesmo o policiamento ostensivo poderia tê-lo impedido. Ao contrário do que divulgou na segunda-feira a titular da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat), Renata Teixeira, vítimas do assalto ao hotel de luxo relataram ao Estadão.com.br que os assaltantes foram violentos.

 

Segundo as vítimas, os criminosos roubaram os cartões de acesso na recepção e entraram nos quartos enquanto os hóspedes dormiam. Eles prenderam as mãos dos turistas com lacres de plástico e trancaram todos em um pequeno quarto, atrás da recepção. Cada um teve, em média, US$ 4 mil roubados em pertences, como laptops e telefones celulares. Duas vítimas foram obrigadas pelos criminosos a carregar o material até o carro.

 

Entre as 15 vítimas, quatro eram mulheres. Havia brasileiros, americanos, espanhóis, franceses e holandeses. Os estrangeiros - muitos deixaram somente ontem o Rio - se disseram decepcionados por ver que a polícia não produziu nenhum resultado. O último contato da Deat com as vítimas foi na quarta-feira, para entregar a cópia dos boletins de ocorrência. Procurada pela reportagem, a delegada disse que só falaria por meio da assessoria de imprensa da polícia, que por sua vez informou não haver novidade no caso.

Mais conteúdo sobre:
hotel Rio arrastão assalto Santa Teresa Deat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.