Vítima de bala perdida na semana passada morre no Rio

Morreu neste domingo, 11, a terceira vítima de casos de bala perdida ocorridos na semana passada. Vanessa Calixto dos Santos, de 24 anos, não resistiu à cirurgia a que foi submetida no sábado e foi declarada morta na manhã deste domingo. As outras duas vítimas fatais eram crianças. Houve ainda três pessoas feridas. A Secretaria de Segurança Pública anunciou que trabalha para, finalmente, incluir as ocorrências de balas perdidas nas estatísticas oficiais.Vanessa foi baleada na sexta-feira, na Cidade de Deus, favela localizada em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, durante uma operação rotineira da PM. O tiro a atingiu no tórax quando ela ia buscar o filho de quatro anos na creche e causou a perda do rim direito e graves lesões no fígado e nos pulmões. Ela foi internada em estado grave no CTI do Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste, onde foi operada.O comandante do 18.º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel César Lima, informou na ocasião que o tiroteio começou porque policiais que patrulhavam a região conhecida como Rocinha 2 foram atacados por traficantes. Na operação, os policiais apreenderam um fuzil de fabricação russa AK-47 e uma sacola de supermercado cheia de munições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.