Vítima de roubo também era ladrão

Tudo parecia ser um caso simples de assalto: três pessoas assaltaram uma residência em Peruíbe na última sexta-feira, e a vítima, Renato Carlos de Almeida, 26 anos, deu queixa de roubo de uma perua Parati e R$ 6 mil.No sábado, a polícia conseguiu prender os assaltantes, mas aí os policiais começaram a ter surpresas: Almeida escondia seu rosto durante a elaboração do Boletim de Ocorrência, provocando suspeitas.Ao ser consultado o arquivo policial, descobriu-se que ele tinha passagem na polícia por receptação de mercadorias roubadas. Os PMs resolveram investigar mais. Foram ao apartamento de Renato Carlos de Almeida e encontraram dois homens. Eles estavam com documentos falsos, mas os policiais descobriram suas identidades: Luciano Costa Corrêa, de 20 anos e condenado a 50 anos de prisão por seqüestro e roubo a banco, e Almir Alves Lins, de 21 e com pena a ser cumprida de 54 anos, pelos mesmos crimes.Mas a história não parou por aí. Para proteger os companheiros, livrando-os da cadeia, Renato de Almeida ofereceu suborno aos policiais. Prometeu os dois carros que estavam em Peruíbe e um terceiro, que seria entregue na cidade. Mais: daria uma submetralhadora Uru e um fuzil Ruger.Os policiais fingiram aceitar e se prepararam para prender mais gente. O terceiro veículo foi levado a Peruíbe por Elaine Cristina Uchoa, de 24 anos, mas o caminho das armas foi mais complicado: Romão Camilo, de 19 anos, e Lauro Stepenovecz Júnior, de 32, pararam um Tempra em Osasco e obrigaram o proprietário a levá-los a Peruíbe.Quando chegaram com o armamento, foram presos em flagrante por porte de arma, roubo e seqüestro. Os seis envolvidos foram autuados também por corrupção ativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.