Vítima de soterramento em Jundiaí tem morte cerebral

O bebê Gustavo Henrique Fernandes, de apenas seis meses, teve morte cerebral de acordo com boletim médico divulgado nesta quarta-feira pelos médicos do Hospital Universitário de Jundiaí, onde ele ainda está internado. Gustavo foi soterrado junto com o irmão num desabamento em Jundiaí, a 60 quilômetros da capital paulista.Segundo os médicos, Gustavo é mantido com respiração artificial e tem as funções hemodinâmicas estáveis. No entanto, não há resposta neurológica. O irmão de Gustavo, Carlos Daniel Fernandes, de seis anos, soterrado no mesmo desabamento, ocorrido no final da noite do último dia 03, morreu no dia seguinte. Carlos Daniel teve parada cardiorrespiratória prolongada e lesões neurológicas. Durante o período que ficou internado, apresentou piora do quadro e seu coração parou de funcionar.AcidenteOs dois irmãos dormiam no quarto quando a parede do cômodo veio abaixo. Segundo os Bombeiros os pais das crianças estavam na cozinha no momento em que o quarto foi tomado pela terra. Como estava chovendo, uma árvore também foi arrastada em direção à casa. O imóvel, construído num terreno em aclive, na Rua João Batista Scalabrini, no bairro de Colônia, teve toda sua estrutura comprometida, assim como a residência ao lado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.