Vítima reage e atira contra bandido em Cotia

O funileiro Édson Clarindo, de 24 anos, por volta das 20h30 de ontem, tomou uma atitude não recomendada pelas autoridades da segurança: reagiu a um assalto, tomou a arma de um dos bandidos e atirou contra os assaltantes. O rapaz esperava pela noiva do lado de fora de uma escola de computação, na Avenida Professor Manoel Pedroso, nº 220, no centro de Cotia, no Oeste da grande São Paulo, quando foi abordado por dois bandidos, um deles armado com um revólver calibre 38. Os assaltantes exigiram a moto da vítima, que não teve dúvidas e deu um soco no braço do assaltante armado. O revólver foi ao chão, Édson tomou a arma para si e atirou três vezes contra Cristiano Moreira, de 26 anos, que já possui passagem na polícia por homicídio, após matar um adolescente, e vinha sendo procurado por vários seqüestros-relâmpagos na região. De acordo com a Guarda Municipal, baleado na perna, braço e barriga, Moreira foi levado ao Pronto-socorro de Cotia, onde não corre mais risco de vida. O comparsa do bandido armado fugiu. O caso está registrado na Delagacia Central de Cotia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.