Vítimas de acidente da Gol são enterradas em Campo Grande e Salvador

Mais duas vítimas do vôo 1907 da Gol que caiu no dia 29 de setembro no norte de Mato Grosso foram enterradas nesta sexta-feira em Campo Grande e Salvador. Em Mato Grosso do Sul, o corpo do bancário Eduardo Ribeiro de Souza, de 41 anos, foi sepultado no Cemitério Parque das Primaveras. O caixão lacrado, coberto por lona plástica de cor azul, chegou a Campo Grande na manhã desta sexta e o sepultamento ocorreu às 14 horas (15 horas no horário de Brasília). O bancário tinha cinco irmãos e deixou a mulher Carla Gieselli Navarrete e um casal de filhos. Muitos amigos, a maioria do Banco HSBC em Campo Grande, comparecem ao enterro. Souza trabalhou durante 23 anos no banco. Há dois anos foi transferido para a filial de São Luiz (MA) e de lá para Brasília. Estava retornando para o Distrito Federal, depois de concluir um trabalho em Manaus (AM). Mais de 300 pessoas compareceram ao sepultamento.SalvadorEm Salvador foi enterrado no cemitério de Campo Santo, às 15 horas, o corpo do soldador Claudemir Cardoso Rosa. Um primo da vítima, Cláudio Rosa, providenciou o traslado do corpo que chegou na manhã desta sexta a Salvador.Os pais de Claudemir, Francisco Rosa, de 76 anos e Alice Cardoso, de 75, ficaram muito comovidos durante a cerimônia e evitaram dar declarações. "Eles são idosos, estão muito abalados e não querem falar", explicou Cláudio. O enterro de Claudemir foi o último entre as pessoas que estavam no vôo e residiam na Bahia. Na quinta-feira, 12, foi sepultado em Itanagra, a 105 quilômetros de Salvador, o corpo da musicoterapeuta Josenilda Ferreira. Durante o enterro, o marido da vítima chegou a agredir alguns repórteres no local. Também na quinta, o corpo do carioca Augusto Cândido da Silva Mendes, de 44 anos, foi sepultado no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro. Ele morava em Salvador com a família e deixou a mulher e dois filhos, com 7 e 4 anos. A família acompanhou no Rio o sepultamento.ResgateOs militares que participam do resgate do acidente com o Boeing 737-800 encontraram nesta sexta-feira o que pode ser mais um corpo das vítimas do acidente. As equipes de resgate levaram os restos mortais encontrados na mata para a Fazenda Jarinã, mas não confirmaram se trata-se de um novo corpo ou de partes de algum outro já encontrado. Se for confirmado que se trata de um novo corpo - restarão três para ser encontrados. 154 pessoas morreram no acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.