Vítimas de explosão em shopping protestam em SP

Parentes e vítimas da explosão do Osasco Plaza Shopping, que há seis anos provocou a morte de 42 pessoas e deixou 200 feridas, fizeram nesta terça-feira uma manifestação em frente ao prédio do Ministério Público do Estado, no centro de São Paulo.O grupo entregou documentos ao procurador-geral de Justiça, Luiz Antonio Guimarães Marrey, pedindo a inclusão no processo de outros responsáveis pelo acidente, como a Ultragaz. Várias vítimas que já foram indenizadas pelo shopping querem receber também indenizações da empresa. O acidente ocorreu na véspera do Dia dos Namorados de 1996.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.