Vítimas do Osasco Plaza Shopping fazem protesto em SP

Parentes e vítimas da explosão do Osasco Plaza Shopping, na Grande São Paulo, fazem logo mais, a partir das 11 horas, um protesto em frente ao Fórum João Mendes, região central da capital paulista. A tragédia completa oito anos nesta sexta-feira, dia 11. O acidente no shopping, na véspera do Dia dos Namorados de 1996, matou 42 pessoas e feriu cerca de 400. Muitas pessoas ficaram com seqüelas e outras incapacitadas para o trabalho. Durante a manifestação, as vítimas divulgarão um dossiê com várias denúncias e vão lançar uma carta aberta à sociedade, explicando detalhes sobre o processo. Segundo o Bom Dia SP, da TV Globo, as famílias querem o ressarcimento dos prejuízos que tiveram. De acordo com o advogado Antonio Ribas Paiva, presidente da Associação Nacional de Proteção às Vítimas de Desabamento e Explosões, algumas vítimas e seus familiares receberam do Osasco Plaza Shopping uma quantia considerada insuficiente perante os gastos que tiveram. Paiva disse ainda que está orientando as vítimas a também entrarem com um processo contra a Ultragás, fornecedora do gás que acabou explodindo. Ele falou que, inexplicavelmente, a Ultragás não foi arrolada no processo criminal e as vítimas não sabiam que podiam pedir ressarcimento à empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.