Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Vítimas do Palace 2 vencem disputa jurídica

O presidente interino do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira, decidiu nesta quinta-feira que o juiz da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Luís Felipe Salomão, é o competente para decidir sobre o destino do dinheiro arrecadado com a venda dos hotéis de propriedade do ex-deputado Sérgio Naya, construtor do edifício Palace 2, que desabou em fevereiro de 1998.Com isso, a decisão da Justiça Federal no Rio, que determinava a destinação dos recursos para o pagamento de dívidas de Naya com a União, perde a validade.A solução para o impasse contou com a participação do presidente do STJ, ministro Edson Vidigal, que tentou interceder com o governo para que o dinheiro fosse usado na indenização das vítimas. Vididal resolveu a favor das vítimas do desabamento do prédio, após o procurador da Fazenda Nacional ter dito temia ser preso a pedido do Ministério Público, caso concordasse em desistir da precedência da União para recebimento do dinheiro.Leia mais:» Ex-moradores do Palace ocupam agência do Banco do Brasil» Indenizações a ex-moradores do Palace ainda vão demorar » Delegado e procuradores tentam impedir pagamento de indenização» BB libera indenizações aos ex-moradores do Palace 2» Na confusão da indenização, bancários ficam retidos em agência» Vítimas e União na disputa pelo dinheiro de Sérgio Naya» Dez moradores do Palace 2 recebem R$ 113 mil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.