Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP
AP

Vítimas do Voo 447 são homenageadas em Notre-Dame

Celebração, realizada para amigos e familiares, teve presença de Sarkozy e líderes religiosos

03 de junho de 2009 | 12h40

Um ato ecumênico inter-religioso em homenagem às vítimas do voo AF 447 da Air France, desaparecido na noite do domingo, 31, quando sobrevoava o Oceano Atlântico, foi realizado nesta quarta-feira, 3, na Catedral de Notre-Dame, em Paris. A cerimônia lembrou as 228 pessoas a bordo do Airbus, que ia do Rio de Janeiro à capital francesa.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

lista Lista de brasileiros que estavam no voo

lista Lista de todos os passageiros que estavam no voo

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especial Conheça o Airbus A330 desaparecido no trajeto Rio-Paris  

blog Acompanhe a cobertura pelo blog Tempo Real

som Podcast: Especialista não tem dúvidas de que avião da Air France caiu no mar

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

mais imagens Veja Galeria de fotos

mais imagens Galeria: famílias de vítimas

mais imagens Galeria: buscas

especial Anac monta sala no Galeão para familiares; veja telefones de contato

video Entenda a operação que localizou destroços

video TV Estadão: Especialista fala sobre o acidente

linkLula faz homenagem a vítimas do voo 447

linkPF vai colher DNA para identificar vítimas, diz Jobim

linkApenas 4 minutos da 1ª pane até a queda

linkQueda livre e sistema em pane são únicas certezas do Voo 447

linkSubmarino que achou Titanic buscará caixa-preta

linkProfundidade na área dos destroços chega a 3 mil metros

linkJobim crê que ainda é possível achar caixa-preta, diz Lula

 

O ato, preparado pela companhia aérea para as famílias dos passageiros, teve a presença de líderes franceses de várias religiões, como o cardeal André Vingt-Trois, Arcebispo de Paris, o Grande Rabino Haïm Korsia, capelão Israelita do ar, Mohammed Moussaoui, presidente do Conselho Francês do Culto Muçulmano e outros. O presidente francês Nicolas Sarkozy, sua esposa, Carla Bruni, o primeiro-ministro francês, François Fillon e o ex-presidente Jacques Chirac também participam do culto.

 

A celebração foi feita em três línguas - português, francês e inglês. Segundo informações da rádio CBN, no início do ato, foi lida uma mensagem do papa Bento XVI expressando suas condolências aos familiares das vítimas. O Arcebispo de Paris também citou uma passagem da obra O pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, escritor e aviador também desaparecido por conta de um acidente aéreo no mar.

 

Ainda na primeira parte do culto, o coral dos funcionários de Paris da Air France participou com cantos. Uma das leituras da celebração foi feita por um piloto brasileiro cuja identidade não foi revelada.

 

Na parte final do ato, foi lido o poema Passos sobre a areia, do poeta brasileiro Ademar de Barros, a pedido da companhia aérea. Foram acesas 228 velas no altar da catedral para lembrar cada uma das vítimas a bordo do Airbus A330-200.

 

Segundo a rádio, houve grande preocupação em preservar a intimidade dos convidados. Para entrar na catedral, era preciso apresentar um crachá fornecido apenas para familiares e amigos das vítimas e funcionários da Air France.

 

Uma multidão, formada em sua maioria por turistas, acompanhou a celebração do lado de fora por meio de caixas de som. O público manteve-se em silêncio durante toda a duração do culto.

 

Ainda segundo informações da rádio, a Grande Mesquita de Paris também realizou uma homenagem às vítimas e uma sinagoga faria uma oração às 19h30 de Paris (12h30 no horário de Brasília).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.