Agência A Tarde
Agência A Tarde

Voo de helicóptero que caiu na Bahia deveria durar 10 minutos, diz FAB

Quatro pessoas morreram e três estão desaparecidas, entre elas, a namorada do filho do governador do Rio

Priscila Trindade, Central de Notícias

18 de junho de 2011 | 12h53

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou neste sábado, 18, que o voo do helicóptero que caiu na noite desta sexta-feira, 17, na praia Ponte de Itapororoca, no litoral de Porto Seguro, na Bahia, deveria durar dez minutos. Quatro pessoas morreram no acidente e três estão desaparecidas.

A FAB informou que a aeronave decolou de Porto Seguro às 18h41 com previsão de voar por 10 minutos até pousar na Fazenda Jacumã, seu destino final. Durante o voo, o piloto não fez contato com o controle de tráfego aéreo local. Chovia e havia neblina no momento do acidente segundo as autoridades locais.

O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 2), com sede no Recife, Pernambuco, já iniciou as investigações para apurar os fatores que contribuíram para o acidente.

A Força Aérea Brasileira (FAB) enviou equipes nesta manhã para participar das buscas pelos desaparecidos. Um helicóptero auxilia nas buscas e outra aeronave será utilizada para transportar os corpos das vítimas.

O acidente com o helicóptero Esquilo prefixo PR-OMO deixou ao menos quatro mortos. Hoje cedo, morreu Fernanda Kfuri, de 34 anos. Ela foi socorrida com vida e levada para o Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães, mas não resistiu.

Segundo as equipes de busca que auxiliam a Capitania dos Portos de Porto Seguro, ainda não foram localizados os corpos de três dos sete ocupantes do helicóptero. São eles: Mariana Noleto, namorada de Marco Antônio Cabral, filho do governador do Rio, Sérgio Cabral, o piloto e empresário Marcelo Almeida, sócio de um resort, e Jordana Kfuri.

O filho do governador escapou pois iria no voo seguinte. Já Sérgio Cabral, teria embarcado em um voo anterior. As outras vítimas, cujos corpos já foram resgatados, são: Luca Kfuri de Magalhães Lins, de três anos, Gabriel Kfuri Gouveia, de dois anos, e a babá deles, Norma Batista de Assunção, de 49 anos. Os nomes das vítimas foram confirmadas pela Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia.

Os corpos resgatados já passaram por necropsia e foram liberados. Os corpos de Gabriel, Luca e Fernanda serão levados ainda hoje para o Rio de Janeiro. Já o corpo da babá seguirá para a cidade de Teolândia, no interior da Bahia.

A capitania dos portos de Porto Seguro afirmou que peças de helicóptero foram achadas por pescadores da região. O material está sendo recolhido e será analisado. No local do acidente, estão trabalhando 20 homens do Corpo de Bombeiros, incluindo mergulhadores, e outros 10 policiais militares. Além disso, o |Governo do Estado disponibilizou uma aeronave do Grupamento Aéreo da Polícia Militar para ajudar na busca pelos desaparecidos. O Departamento de Polícia Técnica também está mobilizado para perícia. Dez profissionais, entre peritos médicos, criminais, técnicos auxiliares de necropsia permanecem de plantão.

Tudo o que sabemos sobre:
Sergio CabralFABPorto Seguro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.