"Vôo do Crime" leva chefes do PCC para prisão

O seqüestrador Wanderson Newton de Paula, o Andinho, o assaltante Júlio Cesar Guedes de Moraes, o Julinho Carambola, um dos três chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), e outros nove bandidos - a maioria do segundo escalão da organização criminosa - serão levados neste sábado para a Penitenciária de Presidente Bernardes, considerada a mais segura do País. Será o "vôo do crime" como está sendo chamado pelos policiais.O diretor do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Godofredo Bittencourt Filho, afirmou nesta sexta-feira que um forte aparato foi montado para a operação. Os criminosos foram trazidos de diversos presídios para serem interrogados no Deic e indiciados em inquérito por formação de quadrilha.Delatados por José Márcio Felício, o Geleião - ex-chefe do PCC, jurado de morte -, os integrantes do segundo escalão deram detalhes dos crimes do grupo. Eles sairão do antigo presídio do Deic, no bairro do Carandiru, às 7h30, com destino ao Aeroporto de Congonhas. Com algemas nos pés e mãos, os bandidos serão levados num ônibus da Academia da Polícia Civil, escoltado por mais de 20 carros. O embarque será antes das 9 horas, num avião fretado.Vinte policiais civis com metralhadoras e fuzis farão a escolta no avião. Em Presidente Prudente, outro aparato policial estará esperando para o transporte até a penitenciária de Bernardes.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2002 | 22h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.