Vôos charter terão partidas e chegadas fora do horário de pico

Os vôos charter terão suas partidas e chegadas restritas a horários fora do pico do tráfego aéreo. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira, 11, pelo presidente da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, depois de se reunir por duas horas com representantes das empresas aéreas e das principais operadoras de turismo.Segundo ele, a medida não terá efeitos imediatos porque, atualmente, o impacto dos vôos fretados no tráfego aéreo é muito pequeno, mas visa a prevenir problemas futuros. "Setenta por cento dos vôos charter saem no verão, entre o fim de dezembro e fevereiro", disse Zuanazzi. A reunião definiu uma comissão que, a partir desta terça-feira, ajustará os horários dos vôos charter já programados. Agora, a Anac não vai autorizar a partida e chegada de aviões fretados nos horários de 7 às 9 horas e das 17 às 20 horas, de segunda a sexta-feira, e a partir das 17 horas aos domingos. Zuanazzi disse que irá se encontrar ainda esta semana com representantes das empresas de táxi aéreo e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Dcea) para liberar alguns horários para vôos executivos, que estão restritos desde o início da crise da aviação civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.