Vox Populi dá 8 pontos de vantagem a Dilma sobre Serra

Pesquisa indica que candidata petista conta com 41% das intenções de voto, tucano tem 33% e Marina Silva, 8%

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2010 | 00h00

A petista Dilma Rousseff lidera a corrida presidencial com oito pontos de vantagem sobre o tucano José Serra, segundo pesquisa do instituto Vox Populi divulgada ontem pelo Jornal da Band e pelo portal de internet iG.

Dilma tem 41% das intenções de voto, e Serra, 33%. Marina Silva, do PV, aparece com 8%. José Maria Eymael, do PSDC, foi o único "nanico" a pontuar na pesquisa, com 1% das menções dos entrevistados. Com isso, os adversários da petista, somados, têm 42% das preferências dos eleitores. Para que um candidato vença já no primeiro turno, precisa ter mais votos do que a soma dos concorrentes.

Em relação ao levantamento anterior do Vox Populi, divulgado no fim de junho, Dilma oscilou um ponto porcentual para cima, e Serra, dois pontos para baixo. Marina se manteve estável.

Confronto direto. Em um eventual segundo turno entre os representantes do PT e do PSDB, a ex-ministra da Casa Civil venceria com 46% a 38%. Em junho, ela aparecia com quatro pontos de vantagem na simulação de confronto direto.

Na pesquisa espontânea, aquela em que os entrevistados manifestam sua preferência antes de ler a lista de candidatos, Dilma também está à frente de Serra, com 28% a 21%. Apesar de não ser candidato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi citado espontaneamente por 4% dos entrevistados.

O levantamento do Vox Populi é o primeiro a indicar a liderança da presidenciável petista entre as mulheres. Nesse segmento, ela tem 38%, contra 32% de Serra. Entre o eleitorado masculino, a vantagem de Dilma é maior: 43% a 34%.

Cruzamentos. Na divisão geográfica, o Nordeste volta a aparecer como o principal reduto da candidata: ela vence o tucano por 54% a 24% na região.

No Sul, o ex-governador de São Paulo está na frente, com 39% contra 35%, mas sua vantagem caiu de 11 para 4 pontos porcentuais desde o fim de junho. Na Região Sudeste, Serra tem 36% e Dilma 34%, o que caracteriza um empate técnico - situação já havia sido captada pelo Vox Populi na pesquisa anterior (37% a 34%).

O representante do PSDB na disputa presidencial tem o maior índice de rejeição entre os principais candidatos: 24% dos eleitores declararam que não votariam nele de jeito nenhum. Em relação à candidata do PT. 17% dos entrevistados deram a mesma resposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.