'Vox trabalha para o PT', diz Sérgio Guerra

O presidente do PSDB e coordenador da campanha de José Serra, senador Sérgio Guerra (PE), acusou ontem o instituto Vox Populi de ser "sem vergonha" e de fazer "safadeza" com as pesquisas de intenção de voto sobre a eleição presidencial deste ano.

, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2010 | 00h00

Guerra fez as declarações no dia em que levantamento do instituto mostrou ampliação da vantagem da candidata do PT, Dilma Rousseff, em relação a José Serra (PSDB). Segundo a pesquisa, a petista tem agora 51% das intenções de voto contra 39% do tucano - na anterior, Dilma tinha 48% contra 40% de Serra.

"Isso foi uma safadeza de um instituto de pesquisa que trabalha para o PT", declarou Guerra, em referência ao fato de o instituto também fazer pesquisas para a campanha de Dilma. Procurada pelo Estado, a assessoria do Vox Populi disse que não comentaria as declarações.

Tucanos questionam as pesquisas do instituto desde o primeiro turno. Destacam que os números do Vox Populi antes do primeiro turno apontavam Dilma com 55% dos votos, mas a petista teve 46% nas urnas.

O coordenador da campanha do PSDB aproveitou para atacar o presidente do Vox Populi. "Marcos Coimbra não vai eleger o presidente da República, ele não é o povo", afirmou.

Integrantes da campanha do PSDB dizem que os levantamentos internos do partido mostram números bem diferentes na disputa entre Dilma e Serra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.