Webjet tem 55% dos voos cancelados em todo o País

Problema é causado pelo crescimento de passageiros e redução de voos para regular limite de trabalho dos aeronautas, diz companhia

Priscila Trindade, Central de Notícias

27 Setembro 2010 | 13h04

A companhia aérea Webjet cancelou 55,6% dos voos programados para esta segunda-feira, 27, em todo o País, segundo boletim da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Até o meio-dia, das 54 partidas previstas, 13 (24,1%) registraram atrasos e 30 foram canceladas.

Em nota, a companhia aérea confirmou que os cancelamentos e atrasos foram causados pelo forte crescimento da demanda de passageiros em setembro e pela redução no número de voos para cumprir a lei número 7.183, que regula os limites de trabalho dos aeronautas.

Segundo a companhia, os aeroportos de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, o Santos Dumont, no Rio e o Juscelino Kubitschek, em Brasília, são os mais afetados.

A Webjet afirmou que cinco medidas estão sendo tomadas para resolver o problema. São elas: reacomodação dos passageiros em voos da própria empresa; reacomodação em voos de outras companhias aéreas; isenção total das taxas de remarcação normalmente aplicadas; reembolso das tarifas pagas pelas passagens e fretamento de aeronaves.

De acordo com a empresa, novos profissionais estão sendo contratados para atender o crescimento na demanda. "Neste momento, a título de exemplo, estão sendo treinados 64 novos copilotos e 85 comissários, que estarão em atividade a partir de outubro. Nos últimos três meses, portanto, foram incorporados 149 novos colaboradores à tripulação da Webjet."

 

Texto atualizado às 14h45.

Mais conteúdo sobre:
aviação Webjet cancelamento voos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.