Wilson Martins é reeleito sob acusações do concorrente

Eleito propõe governo 'para todos', enquanto candidato derrotado diz que governador 'abusou do poder'

Luciano Coelho ESPECIAL PARA O ESTADO TERESINA, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2010 | 00h00

PIAUÍ

Com 99% da apuração concluída no Piauí, até o fechamento desta edição, o candidato à reeleição ao governo do Estado, Wilson Martins (PSB), foi proclamado vitorioso com 58,92% dos votos. Seu opositor, Silvio Mendes (PSDB), tinha 41,08%.

O governador Wilson Martins, que acompanhou a apuração na residência oficial do governo do Estado, garantiu que vai buscar apoio do PSDB, partido adversário, porque vai governar para todos. "Vamos governar sem discriminar as lideranças. Vamos ser fiéis ao projeto em andamento. Quero governar para todos os piauienses e conversar com todos. Queremos crescer juntos. Eu não posso ser governador de um partido", afirmou. "Sai da campanha mais amadurecido e humilde, com pé no chão. Valeu à pena e faria tudo novamente."

O candidato derrotado Silvio Mendes declarou ter "oferecido uma alternativa ao Piauí", lamentou a reeleição de Martins com acusações. "O governador abusou do poder econômico e usou a máquina pública. A Polícia Federal apurou isso. É um fato. Os carros e o dinheiro foram apreendidos."

Mendes disse que o governo deveria financiar saúde, educação, segurança e geração de emprego e renda, em vez de desviar o dinheiro público. Ele afirma que há provas de compra de votos e que deveriam proibir o desvio de dinheiro público.

"Eu fui acusado de agressivo, mas os fatos estão provando que na verdade as nossas denúncias procediam. Houve derramamento de dinheiro, o que é inaceitável", disse.

Apreensões. A Polícia Federal informou que cinco pessoas foram presas e dois automóveis, duas motocicletas, vale-transportes, diversos tíquetes de R$ 10 e R$ 20, além de equipamentos de informática, telefones celulares, relação de eleitores, propaganda eleitoral do candidato à reeleição, foram aprendidos.

No município de São Raimundo Nonato, a 517 quilômetros ao sul de Teresina, foi presa uma pessoa em flagrante e um veículo que fazia transporte irregular de eleitores.

Sobre as denúncias de apreensões de veículos e dinheiro, Martins disse que estava tranquilo.

Deputado por três mandatos

PERFIL

Wilson Martins,GOVERNADOR REELEITO DO PIAUÍ

O governador Wilson Nunes Martins nasceu em 17 de maio de 1953 em Santa Cruz do Piauí (PI). Médico especializado em neurologia, foi deputado estadual por três mandatos, secretário de Saúde de Teresina e presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina de 1993.

De 1995 a 2000, Martins foi líder do governo Mão Santa. Foi eleito vice-governador em 2006, na chapa encabeçada por Wellington Dias, hoje senador eleito pelo PT do Piauí. Assumiu o governo do Estado em abril deste ano, com a renúncia de Wellington Dias (PT) para concorrer ao Senado.

É casado e pai de três filhos - um deles, Wilson Martins Filho, falecido num acidente automobilístico em agosto de 2009. Sua mulher, Lilian Martins (PSB), foi eleita duas vezes a deputada estadual mais votada da Assembleia Legislativa do Piauí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.