Tânia Rêgo/Agência Brasil
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Witzel sanciona lei que proíbe contratação de homens condenados pela Lei Maria da Penha

Segundo a nova regra, não poderão assumir cargos em comissão nos órgãos da administração pública estadual homens condenados por agressões

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2019 | 09h57

RIO - Para marcar o Dia Internacional da Mulher, o governador do Rio Wilson Witzel sancionou uma nova lei que proíbe a contratação de homens condenados pela Lei Maria da Penha - que criminaliza a violência contra as mulheres. A nova lei (8.301/19), de autoria da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira, 7.

Segundo a nova lei, não poderão assumir cargos em comissão nos órgãos da administração pública estadual homens condenados por agressões. "A violência contra a mulher, lamentavelmente, perdura nos diferentes grupos da sociedade como um flagelo generalizado, que põe em perigo suas vidas e viola seus direitos", afirmou a parlamentar. "É necessário ampliar as medidas de combate a esse crime."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.