Zona sul e ABC são campeões em seqüestros

Pensando em reduzir o número de seqüestros na capital - e entender como agem as quadrilhas que praticam este tipo de crime -, policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) fizeram um mapeamento dos casos ocorridos na cidade. O estudo aponta as regiões onde as vítimas foram abordadas e indica as áreas utilizadas, este ano, como cativeiros. Os dados das abordagens vão do 2º semestre de 2001 até o final de março de 2002. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.