Zuanazzi entrega carta de demissão a Lula na 4a, diz Defesa

O presidente da Agência Nacionalde Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, entrega o cargo naquarta-feira, segundo informou o ministro da Defesa, NelsonJobim, por meio de sua assessoria. A informação foi passada aJobim pelo ministro das Relações Institucionais, Walfrido MaresGuia. "A informação do ministro Mares Guia é de que ele(Zuanazzi) se afastaria do cargo amanhã (quarta-feira) elevaria a carta (de demissão) para o presidente Lula", disse aassessoria da Defesa. Ainda de acordo com a assessoria, na próxima semana Jobim,que defendia a saída de Zuanazzi, indicará para a presidênciada Anac a economista Solange Vieira, titular da recém-criadaSecretaria de Aviação Civil. Mares Guia e Zuanazzi, desgastado pela crise aérea que seiniciou há um ano, conversaram por telefone nesta terça-feira echegaram à conclusão que o melhor caminho para a pacificação dosetor aéreo seria a saída do presidente da Anac. A interferência de Mares Guia se explica porque o ministroparticipou da indicação de Zuanazzi para a Anac. Os dois seaproximaram na época em que Mares Guia ocupou a pasta doTurismo e Zuanazzi, gaúcho de Bom Jesus, era secretárioNacional de Políticas de Turismo do ministério. Antes, foisecretário do setor no Rio Grande do Sul. Zuanazzi convocou uma entrevista coletiva para a manhã dequarta-feira, na qual fará um balanço de sua gestão à frente daAnac. PRESENTE E FUTURO Na manhã desta terça-feira, o presidente da Anac já não foiconvocado por Jobim para uma reunião que tratou do planejamentodo sistema aéreo para a alta temporada, de dezembro a março.Perguntado sobre a ausência de Zuanazzi, Jobim afirmou que aAnac está em um momento de substituição. "Temos que trabalhar com quem vai para o futuro e não comquem fica no presente", respondeu Jobim, dando a entender queZuanazzi deixaria a presidência da Anac. Diante da insistência dos jornalistas, o ministro foi aindamais explícito. "Esta questão do Zuanazzi é pontual e seráresolvida à tarde." A assessoria de imprensa da Anac não confirma a saída dopresidente e diz que a entrevista marcada de quarta-feira épara divulgar um relatório de gestão. Os demais diretores daAnac no período agudo da crise aérea renunciaram aos cargos. Na noite de segunda-feira, Jobim empossou novo diretor, omajor-brigadeiro-do-ar Allemander Pereira Filho. Também jáforam aprovados pelo Senado os nomes dos diretores MarceloGuaranys e Alexandre Barros, que tomarão posse assim que suasnomeações forem publicadas no Diário Oficial da União. (Por Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.