Acidente com ônibus deixa cinco mortos e 35 feridos no Rio

Ônibus da linha 348 (Riocentro-Castelo, via Linha Amarela), da Viação Redentor, seguia no sentido Barra da Tijuca quando houve o choque, na altura da Freguesia, no bairro de Jacarepaguá

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2015 | 18h40

Atualizado às 21h22

RIO - Cinco pessoas morreram neste domingo, 13, após um ônibus colidir contra um muro na saída de um túnel na Linha Amarela, via expressa que liga a zona norte à zona oeste do Rio. Outras 35 pessoas ficaram feridas, algumas delas com gravidade, segundo a Lamsa, concessionária que administra a via.

 

O ônibus da linha 348 (Riocentro-Castelo, via Linha Amarela), da Viação Redentor, seguia no sentido Barra da Tijuca quando houve o choque, na altura da Freguesia, no bairro de Jacarepaguá. O acidente aconteceu às 11h41 deste domingo, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

 

Até o início da noite, não havia informações sobre a causa do acidente. Com a batida, a lateral direita do ônibus foi arrancada e a estrutura ficou completamente destruída. Foi um suposto indício de que o ônibus trafegava em alta velocidade. A 41ª DP (Tanque) abriu inquérito para investigar o caso.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que 27 pessoas foram encaminhadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste. Doze delas tinham apenas escoriações. Até o início da noite, pelo menos 20 pacientes já haviam recebido alta. Um dos feridos permanecia em estado grave, com fraturas na perna e na mão, mas em situação estável.

Outras duas vítimas foram atendidas no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul. Uma delas sofreu trauma de tórax e abdômen e passava por cirurgia no fim da tarde de ontem. A segunda sofreu lesões na face, mas seu estado de saúde era estável. Ambas continuariam internadas na unidade.

Mais quatro feridos, nenhum de forma grave, foram socorridos no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, zona norte. No fim da tarde de domingo, eles passavam por procedimentos e continuariam em observação.

O Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, zona norte, atendeu duas vítimas. Ainda não há informações sobre o estado de saúde destes feridos.

Entre as vítimas fatais, foram identificados os corpos de Lacir Martins da Silva, de 51 anos, Vania Alves Martins, de 50 anos, Alexsandro Miranda de Carvalho e Maria Bernadete da Conceição, ambos de 48 anos. Um homem ainda não havia tido sua identidade determinada até o início da noite de ontem.

Devido ao acidente, o tráfego na Linha Amarela sentido zona oeste ficou totalmente interrompido por cerca de uma hora e quarenta minutos. Os carros foram orientados a trafegar por uma faixa reversível montada na pista contrária. O trânsito apresentou lentidão durante parte da tarde, e a via em que ocorreu o acidente só foi completamente liberada após a remoção do ônibus acidentado, por volta das 15h. / COLABOROU IDIANA TOMAZELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.