Google Maps
Google Maps

Acidente com van escolar perto de creche deixa 10 crianças feridas no Rio

Duas crianças estão em estado grave. Motorista admitiu que veículo teve problema mecânico no freio. 'Tentei de tudo para evitar o acidente', disse

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2019 | 16h34
Atualizado 20 de setembro de 2019 | 19h38

RIO - Estão em estado grave duas das dez crianças feridas no acidente com uma van escolar que perdeu o freio, bateu em outros veículos e atingiu pedestres na calçada da Rua Adolfo Caminha, no Andaraí (zona norte do Rio), no início da tarde desta sexta-feira, 20.

Todas receberam o primeiro atendimento no Hospital Federal do Andaraí, no mesmo bairro, o mais próximo do local do acidente. Dali, os seis que precisavam de cirurgias foram transferidos para os hospitais municipais Souza Aguiar, no centro, Miguel Couto, no Leblon (zona sul), e Salgado Filho, no Méier (zona norte).

As duas vítimas encaminhadas ao Miguel Couto estão em estado grave, segundo familiares. Uma delas é Yago Marins da Silva, de 12 anos, que esperava o irmão na porta de uma creche. Ele sofreu fraturas na cabeça e na coluna e, às 19h30, era submetido a cirurgia no hospital. A outra vítima em estado grave não teve o nome divulgado.

A van tinha placa de Niterói (região metropolitana do Rio) e, segundo a prefeitura, não tinha autorização para prestar serviços no Rio. O motorista, Maurílio de Aguiar, de 39 anos, admitiu o problema mecânico da van e disse ter feito o possível para evitar o acidente. “Estava com nove crianças na van, inclusive a minha filha de 5 anos. Quando embiquei na ladeira percebi que tinha perdido o freio. Tentei reduzir a marcha e puxei o freio de mão, mas não adiantou. Tentei evitar o acidente jogando a van contra o meio-fio, mas não consegui”, afirmou ao jornal O Globo. “A van estava legalizada. Trabalho há quatro anos com isso. Tenho todos os cursos. Tentei de tudo para evitar o acidente”, concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.