Acusado de balear mulher grávida é preso no Rio

Mãe e filho prematuro foram socorridos e estão hospitalizados

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

07 Dezembro 2014 | 16h12

RIO - Leonardo Firmino de Souza foi preso na manhã deste domingo, 7, acusado de balear a mulher, Larissa Ribeiro, de 20 anos, com três tiros na barriga. Larissa estava grávida de 8 meses e foi operada às pressas no Hospital Miguel Couto, na Gávea, no Rio. Mãe e filho estão internados.

A agressão ocorreu na manhã de sábado, 6, na Rocinha, zona sul do Rio. Eles tiveram uma discussão em casa e Souza teria atirado contra a mulher. A tia dela chegou a telefonar para a polícia, denunciando o marido da sobrinha por ter feito os disparos. Quando os policiais chegaram ao local, não encontraram ninguém - Larissa havia sido socorrida por vizinhos.

Duas balas atravessaram a barriga de Larissa. Outra ficou alojada na musculatura da região abdominal da paciente. Ela sofreu lesão no intestino, foi operada e está em estado grave. O bebê, que nasceu com 2,350 kg e 45 cm, está internado na UTI neonatal e respira com ajuda de aparelhos. 

Leonardo foi preso sob acusação de tentativa de homicídio qualificado e foi levado para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste. Ele já tem passagens pela polícia pelos crimes de furto qualificado, roubo, resistência e desobediência.

Mais conteúdo sobre:
violência Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.