Reprodução
Reprodução

Acusado de matar gay atropelado é identificado e tem prisão decretada

Hélio Galdino Vieira, de 37 anos, conhecido como Papai, está foragido; ele vai responder por homicídio qualificado por motivo torpe

Fábio Grellet, de O Estado de S. Paulo,

04 Maio 2013 | 11h48

RIO - O homem acusado de matar Eliweltton da Silva Lessa, de 22 anos, passando com uma van sobre seu corpo, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na última segunda-feira, foi identificado e teve sua prisão preventiva decretada neste sábado pela Justiça do Rio. Hélio Galdino Vieira, de 37 anos, conhecido como Papai, está foragido.

 

Hélio costumava ficar num ponto de vans na Estrada Raul Veiga, onde houve o desentendimento com Eliwellton, mas desde a madrugada do crime não apareceu mais lá. Segundo a polícia, o motorista já teria se envolvido em outras brigas. Ele vai responder por homicídio qualificado por motivo torpe.

 

Assumidamente homossexual, Eliwellton caminhava com dois amigos, às 2 horas da última segunda, quando Hélio zombou do grupo, lançando beijos em direção aos três. Eliwellton, que tinha 1,85 m de altura e pesava cerca de cem quilos, não admitiu a brincadeira e foi tirar satisfação com Hélio, que tem cerca de 1,55 m de altura.

 

Eliwellton desferiu socos, deu uma gravata e rasgou a camisa do homem. O agredido chegou a ir até sua van e pegar uma barra de ferro, mas foi contido por pessoas que viram a briga e foi embora.

 

O trio continuou no local. Cerca de 40 minutos depois o homem voltou dirigindo sua van e jogou o veículo contra Eliwelton, que estava na calçada. Após atingir o rapaz e derrubá-lo, o homem deu marcha-a-ré e passou por cima do corpo de Eliwellton. Em seguida, fugiu.

 

O homossexual foi levado ao Hospital Estadual Alberto Torres, com fraturas múltiplas na coluna e nos braços. Submetido a cirurgia, ele morreu na madrugada de quinta-feira.

Mais conteúdo sobre:
gayhomofobiaatropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.