Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Adolescente brasileiro morre após ser espancado por jovens nos EUA

Roger Thomé Trindade, de 15 anos, sofreu agressões em um parque da cidade de Winter Park, no Estado da Flórida; suspeitos foram identificados pela polícia

Luciano Nagel, Especial para o Estado

19 Outubro 2016 | 11h58

PORTO ALEGRE - Um adolescente de 15 anos, natural de Novo Hamburgo, na região do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, morreu após ser espancado por um grupo de jovens nos Estados Unidos. O crime aconteceu no sábado, 15, em um parque da cidade de Winter Park, no Estado da Flórida. Roger Thomé Trindade morreu na noite de domingo, 16, no hospital.

Segundo a polícia de Winter Park, os suspeitos da agressão que levou à morte do adolescente já foram identificados. A afirmação, divulgada nesta terça-feira, 18, pela rede de televisão NBC, é do chefe de polícia Michael Deal.

De acordo com testemunhas, um grupo de adolescentes teria se aproximado de Roger e iniciado as agressões. Um spray também foi usado no momento do ataque. O motivo do crime ainda não foi esclarecido. 

Roger vivia nos Estados Unidos com os pais havia cerca de dez meses. A irmã de Roger, Laura Thomé Koch, que vive em Novo Hamburgo, viajou às pressas para a Flórida após ser comunicada do crime.

Laura publicou nas redes sociais, nesta quarta-feira, 19, uma nota de agradecimento pelas mensagens de carinho e conforto que vem recebendo dos internautas.

"Sem palavras pra tantas mensagens de carinho, tantas pessoas se sensibilizando, oferecendo ajuda, palavras de conforto, gente que nem conhecemos. Não sei se vou conseguir responder todas, mas estou lendo tudo e não consigo achar uma palavra melhor que gratidão por tudo isso que vocês estão fazendo pela nossa família", escreveu. "Podem ter certeza que cada uma dessas mensagens ajudam a ter forças pra passar por tudo isso, e onde quer que o Roger esteja está sentindo todo o carinho de vocês. Hoje acordei com o coração em paz e com a certeza que meu irmão cumpriu a missão dele aqui. E no meio de tudo isso recebemos a notícia de que meu irmão ajudou a salvar outras 3 vidas, quanto orgulho eu tenho desse guri."

Nesta quarta-feira, 19, uma missa foi realizada no auditório do Colégio Pio XII, em Novo Hamburgo. Os alunos do 2º ano foram vestidos de branco, em solidariedade a Roger Thomé. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.