Adolescente de 15 anos morre baleado em favela no Rio

Segundo a PM, agentes do Bope foram recebidos a tiros na comunidade de São Carlos, no Estácio, onde fariam um patrulhamento; jovem foi socorrido, mas não resistiu

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

14 de maio de 2015 | 23h33

RIO - O adolescente João Vitor Petrato Gomes, de 15 anos, morreu baleado durante uma troca de tiros na favela de São Carlos, no Estácio, no centro do Rio, na tarde desta quinta-feira, 14.

Segundo a Polícia Militar, agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope)foram à comunidade para realizar um patrulhamento e criminosos os receberam a tiros. Iniciou-se então um tiroteio, e o adolescente, que estava numa área conhecida como Querosene, acabou ferido. Socorrido, foi levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, onde morreu.

A PM afirma que uma pistola foi apreendida com João Vitor. A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte do adolescente. As armas dos PMs que participavam da ação do Bope foram recolhidas e encaminhadas à perícia.

Tiroteio. Por volta das 18h30 desta quinta-feira aconteceu um intenso tiroteio nos morros da Coroa, do Fallet e Fogueteiro, em Santa Teresa, no centro do Rio, onde desde a última sexta-feira, 8, ocorrem

confrontos entre facções rivais que disputam o controle do tráfico de drogas na Coroa. Até as 23h30 desta quinta não havia registro de feridos, mas moradores assustados postaram nas redes sociais diversas imagens do tiroteio. 

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroBope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.