Adolescente de 15 anos morre baleado em favela no Rio

Segundo a PM, agentes do Bope foram recebidos a tiros na comunidade de São Carlos, no Estácio, onde fariam um patrulhamento; jovem foi socorrido, mas não resistiu

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

14 Maio 2015 | 23h33

RIO - O adolescente João Vitor Petrato Gomes, de 15 anos, morreu baleado durante uma troca de tiros na favela de São Carlos, no Estácio, no centro do Rio, na tarde desta quinta-feira, 14.

Segundo a Polícia Militar, agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope)foram à comunidade para realizar um patrulhamento e criminosos os receberam a tiros. Iniciou-se então um tiroteio, e o adolescente, que estava numa área conhecida como Querosene, acabou ferido. Socorrido, foi levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, onde morreu.

A PM afirma que uma pistola foi apreendida com João Vitor. A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte do adolescente. As armas dos PMs que participavam da ação do Bope foram recolhidas e encaminhadas à perícia.

Tiroteio. Por volta das 18h30 desta quinta-feira aconteceu um intenso tiroteio nos morros da Coroa, do Fallet e Fogueteiro, em Santa Teresa, no centro do Rio, onde desde a última sexta-feira, 8, ocorrem

confrontos entre facções rivais que disputam o controle do tráfico de drogas na Coroa. Até as 23h30 desta quinta não havia registro de feridos, mas moradores assustados postaram nas redes sociais diversas imagens do tiroteio. 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Bope

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.