Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução

Adolescente é assassinada em assalto na Linha Amarela

Criminosos atiraram contra o veículo onde estava jovem, que morreu no local; até o fim desta manhã, assaltantes não haviam sido presos

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

07 Maio 2016 | 11h48

RIO - A adolescente de 17 anos Ana Beatriz Frade foi baleada na manhã deste sábado depois que o seu padrasto tentou fugir com o carro onde ela estava, sentada no banco do carona, durante um arrastão perto da Linha Amarela, na altura do bairro de Del Castilho, na zona norte do Rio, informou o delegado da Delegacia de Homicídio, Rivaldo Barbosa, em entrevista ao RJTV. 

"Ele tentou, num ato natural, sair do bloqueio, mas os bandidos, num ato covarde, efetuaram o disparo", disse o delegado. Ferida, Ana Beatriz morreu ainda no local. No banco traseiro do carro, havia um bebê, que saiu ileso ao assalto. Após os disparos, o motorista dirigiu até a Linha Amarela, a cerca de 500 metros, para pedir socorro e foi auxiliado por policiais. 

No arrastão, o veículo de uma policial militar, onde havia armas, foi roubado. Ela abandonou o carro antes dos ladrões chegarem. A Delegacia de Homicídio procura essa policial para seguir com as investigações. 

Em comunicado divulgado pela manhã, a Polícia Militar informou que três criminosos estiveram envolvidos no arrastão. Mas o delegado do caso disse terem sido mais de cinco os envolvidos. 

Mais conteúdo sobre:
Polícia Militar Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.