Governo do Rio de Janeiro/Divulgação
Governo do Rio de Janeiro/Divulgação

Adolescente é espancado e morto em escola socioeducativa

Garoto de 14 anos foi atacado por outros internos em unidade do Degase na Ilha do Governador, na zona norte da capital fluminense

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

03 de junho de 2015 | 12h48

RIO - Um adolescente de 14 anos morreu na noite desta terça-feira, 2, após ser espancado por outros internos na Escola João Luiz Alves, unidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. Ele chegou a ser encaminhado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios (DH). A perícia já esteve no local. Ainda não há informações sobre o que motivou o crime, mas, de acordo com policiais militares, ele teria sido detido por estupro.

Em nota, o Degase declarou que "os envolvidos vão responder a novo processo judicial, agora com ato infracional praticado durante o cumprimento de medida socioeducativa". A instituição disse também que "está prestando o auxílio necessário aos familiares da vítima". 

Tudo o que sabemos sobre:
DegaseViolênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.