Adolescentes detidos em Bangu fazem 4 reféns durante rebelião

Motim ocorre no Educandário Santo Expedito, que tem 300 menores; colchões foram queimados e parte das instalações, destruída

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

24 Março 2015 | 18h43

RIO - Adolescentes apreendidos no Educandário Santo Expedito, entidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), do governo do Estado do Rio, em Bangu (zona oeste do Rio), iniciaram uma rebelião na tarde desta terça-feira, 24. 

Às 17h30, segundo a Polícia Militar, eles mantinham quatro reféns. Não se sabe se todos são funcionários do Degase ou se também há adolescentes entre os rendidos.

A unidade abriga cerca de 300 menores infratores. Durante a rebelião foram queimados colchões e parte das instalações foi destruída.

Policiais militares do 14º Batalhão foram chamados para controlar o motim.

Mais conteúdo sobre:
BanguRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.