Advogado é preso após assassinar namorado da ex-mulher no Rio

Além de matar o português, Antonio Passos Costa acertou um tiro que atingiu de raspão a cabeça da mulher

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

02 Agosto 2011 | 20h52

SÃO PAULO - O advogado Antônio Passos Costa, 61 anos, foi preso em flagrante no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira, 2, por policias da Divisão de Homicídio da Capital (DH). Ele teria assassinado com dois tiros o namorado da ex-mulher, o português Rolando Manoel Morgado Simões Palma, 49 anos. Antonio disparou contra o carro onde estavam a ex-companheira, o filho deles de 13 anos, e o turista. Ela foi atingida de raspão na cabeça.

Costa responderá pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio.

De acordo com o delegado Celso Castello, da DH, Antônio abordou o casal quando eles saiam de casa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, por volta das 7h. A mulher saiu do carro para conversar com ele, mas o criminoso efetuou dois tiros contra o português, disparou contra a ex-companheira e fugiu atirando. Ao ouvir os disparos, os agentes da DH foram até ao local e capturaram Antônio, que não reagiu à prisão. Com ele foi apreendido uma pistola.

Com base no depoimento da vítima, ela e Antônio tiveram um relacionamento de cerca de 15 anos e estavam separados desde 2009. No dia 24 de abril deste ano ela procurou uma delegacia e registrou uma queixa de ameaça praticada pelo ex-companheiro. Cerca de um mês depois ela retornou a unidade policial e retirou a queixa. Ela declarou também que há cerca de cinco anos Antônio atirou contra ela, mas o caso não foi registrado na delegacia.

Mais conteúdo sobre:
Assassinatoadvogadoex-mulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.