Alerj aprova possibilidade de motorista quitar pendências em blitz

Projeto de Lei obriga o Detran a criar mecanismo que permita com que multas e IPVA atrasados possam ser cobrados e pagos antes de receber a multa

Alerj,

24 de dezembro de 2010 | 04h23

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, na terça-feira, 22, em segunda discussão, o Projeto de Lei 2.900/10, do deputado Rodrigo Neves, do PT, que obriga o Detran a criar mecanismo que permita com que multas e IPVA atrasados possam ser cobrados, e pagos, no momento em que o proprietário do veículo, caso esteja inadimplente, for parado em uma blitz.

 

"O projeto quer permitir ao motorista inadimplente com o IPVA e sem licenciamento anual efetuar o pagamento. Essa medida visa a principalmente dar uma oportunidade ao usuário de ficar em dia com o Estado, sem que tenha seu carro apreendido e rebocado, o que provoca grande transtorno ao mesmo e aumenta suas despesas", explicou parlamentar.

Tudo o que sabemos sobre:
AlerjProjeto de LeiDetranblitz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.