Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Ambientalistas promovem 'apitaço' contra a poluição na Baía de Guanabara

Ativistas pedem 'um termo de ajuste de conduta' das autoridades para o desenvolvimento de projetos de recuperação ambiental

EFE

06 de junho de 2015 | 15h27

Ao som de apitos e buzinas, dezenas de pessoas marcharam neste sábado, 6,  no Rio de Janeiro para pedir a descontaminação e a recuperação ambiental da Baía de Guanabara.

A manifestação contra a degradação da baía faz parte da programação pelo Dia Mundial do Meio Ambiente, lembrado na sexta-feira, e reuniu neste sábado vários ativistas no Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos de 2016 que terão provas realizadas no local.

Os ambientalistas querem chamar a atenção da sociedade e das autoridades sobre a "situação em fase terminal" da baía, segundo um relatório técnico-fotográfico que será entregue à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para ser posteriormente enviado à Secretaria do Meio Ambiente do Rio de Janeiro e ao Ministério Público Federal.

No manifesto, os ativistas pedem "um termo de ajuste de conduta" por parte das autoridades e dos organismos de fiscalização para o desenvolvimento de projetos de recuperação ambiental.

Nos últimos anos, de acordo com o relatório, foram investidos R$ 10 bilhões, com "resultados paupérrimos", segundo criticaram os organizadores da passeata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.