MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO
MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO

Anitta e Monobloco prometem agitar pós-carnaval no Rio

Na lista da prefeitura estão previstos 36 blocos até domingo, mas outros cortejos não oficiais também são esperados

O Estado de S. Paulo

04 Março 2017 | 03h00

RIO - O carnaval de rua do Rio definitivamente não terminou na quarta-feira. Só a agenda da prefeitura prevê o desfile de 36 blocos até domingo, mas outros cortejos não oficiais também são esperados. A lista inclui campeões de público como o bloco da cantora Anita, neste sábado, 4, e o tradicional Monobloco. 

Batizado de Bloco das Poderosas, em referência ao hit da cantora, o bloco liderado por Anitta promete lotar o centro carioca. A festa começa cedo: a concentração está marcada para as 7h de sábado na rua 1º de Março. O desfile deve começar às 9h e vai até 13h. A expectativa da prefeitura é que 200 mil foliões sigam o bloco, que está em seu segundo ano.

"É um bloco muito eclético, porque eu sou muito eclética. A gente toca axé, forró, sertanejo, a gente toca funk, a gente toca pop. Então, é bem eclético. E o público também é muito eclético. Ano passado foi muito pacífico, tinha família, tinha 'pegação', tinha de tudo um pouco", afirmou a cantora em entrevista à Rede Globo

Na extensa agenda da Riotur para o sábado estão blocos como o Quizomba, às 10h, na Lapa, o Tambores de Olokun, inspirado nos maracatus do Recife, às 16h, no Aterro do Flamengo, e o Mulheres de Chico. O primeiro bloco feminino e temático do País apresentará versões para músicas do cantor e compositor Chico Buarque às 18h, na Praia do Leme. 

 

 

No dia seguinte, o Monobloco deve arrastar 400 mil foliões pelo centro da cidade. O desfile começa às 9h, em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil, e deve durar pelo menos duas horas e meia. Fundado em 2000 pelo músico Pedro Luís, o bloco levará para as ruas um repertório eclético que vai das marchinhas tradicionais de João Roberto Kelly ao samba de Cartola e Clara Nunes, passando pelo xote de Alceu Valença, o forró de Luiz Gonzaga e o funk, até canções de Paralamas do Sucesso, Raul Seixas e Tim Maia. Na bateria o grupo mistura aos tradicionais instrumentos de escola de samba - como cavaco, repique, tamborim, chocalho, surdo e agogô - um baixo e uma guitarra.

Os blocos de rua da Barra da Tijuca, na zona oeste, foram cancelados para atender a um pedido da Superintendência de Supervisão Regional do bairro, motivado pelo excesso de reclamações e problemas ocorridos nas apresentações de outros blocos que, durante o carnaval, tiveram um público muito maior que o estimado. Foram cancelados os dois desfiles do bloco de carnaval Eu Sou normal, Mas o Côco é Loko, previstos para este fim de semana, na Praia do Pepê.  

Metrô. No último fim de semana do carnaval o Metrô Rio vai operar por 24h em algumas estações para atender ao público do Desfile das Campeãs, às 22h no sambódromo, e dos blocos de rua. O esquema especial começa às 5h de sábado e vai até as 23h de domingo. Os trens da Linha 2 farão o trajeto direto entre as estações Pavuna e General Osório, sem necessidade de transferência entre as duas linhas. Os usuários que desejarem seguir viagem para a Linha 4 deverão fazer a transferência na estação General Osório, em Ipanema.

Para quem vai assistir ao desfile na Marquês de Sapucaí nos setores do lado ímpar ou desfilar nas escolas que se concentram perto do edifício Balança Mas Não Cai o melhor é optar pelo desembarque pela estação Central. Já a estação Praça Onze é a mais próxima para os usuários que adquiriram ingressos para os setores pares ou vão desfilar nas escolas que se concentram ao lado do edifício dos Correios. 

Para os blocos no centro, as estações Carioca e Uruguaiana são as opções indicadas. Na estação Cinelândia, mais próxima da Lapa, apenas o acesso Passeio ficará aberto das 6h às 20h do sábado e do domingo para desembarque e embarque exclusivo de usuários com cartões comprados previamente.

As estações Presidente Vargas e Catete ficaram fechadas da meia-noite de sexta-feira até as 5h da segunda-feira. No sábado, a estação Maracanã funcionará para embarque e desembarque das 5h até a meia-noite. No domingo, das 5h às 23h. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.