Após noite de tiroteios, PM reforça presença no Complexo de Alemão

Dois suspeitos foram baleados em confronto com policiais; carregador de pistola e cápsulas de cocaína foram apreendidos

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2014 | 15h47

RIO - Após dois tiroteios na noite desta quinta-feira, 28, o policiamento segue reforçado nesta sexta-feira, 29, no Complexo de Favelas do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, que conta com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Num deles, dois homens apontados como suspeitos foram baleados. Eles foram encaminhados ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, o mais próximo ao Alemão, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde dos dois.

Segundo a Polícia Militar, eles foram baleados após operação do Comando de Operações Especiais, do qual faz parte o Batalhão de Operações Especiais (Bope), numa das comunidades do Alemão, a Pedreira de Inhaúma. De acordo com a corporação, eles foram "surpreendidos por oito pessoas armadas que efetuaram disparos. Houve confronto e dois dos suspeitos foram feridos". Foram apreendidos um carregador de pistola 9 milímetros, quatro cartuchos e 139 cápsulas de cocaína.

No outro caso, PMs da UPP Nova Brasília, também no Alemão, "encontraram um grupo de criminosos que efetuou disparos contra a guarnição". "Os agentes revidaram e os bandidos fugiram. Não houve registro de feridos na ação", concluiu a PM em nota. O policiamento nas UPPs do Alemão está reforçado com mais 300 militares.

Região Metropolitana. Em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, "dois suspeitos de tráfico" morreram após operação do 7º Batalhão de Polícia Militar na comunidade do Viana. Segundo a PM, outros três suspeitos foram presos. Com eles, foram apreendidos uma arma, carregadores, 123 "sacolés" de cocaína, 259 trouxinhas de maconha e telefones celulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.