Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Após tiroteio, PMs ocupam Borel

Policial de UPP ficou ferido em troca de tiros com traficantes

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

05 de junho de 2015 | 09h41

RIO – Policiais militares do Batalhão de Choque ocupam a comunidade do Borel, na Tijuca, na zona norte, na manhã desta sexta-feira, 5, após um tiroteio na tarde de ontem ter ferido um PM. O Borel, sede de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde 2010, não registrou nenhum homicídio em 2014, de acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP).

 

De acordo com a assessoria de imprensa das UPPs, na tarde desta quinta-feira, policiais que faziam um patrulhamento nas proximidades do Largo do 15 quando foram atacados por traficantes. Houve troca de tiros. Atingido de raspão na mão, um policial que estava na ação foi levado para o Hospital do Andaraí, no bairro de mesmo nome, na zona norte. Ele passa bem.  Nenhum suspeito envolvidos no tiroteio foi preso.


Tudo o que sabemos sobre:
RioBorel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.