Assaltos deixam 2 mortos e 4 feridos no Rio

Duas pessoas morreram e pelo menos 4 ficaram feridas, em três assaltos na zona norte

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

08 Janeiro 2010 | 04h15

A estudante de Direito Silvânia Maria de Santana Vieira, de 37 anos, foi morta por dois assaltantes, às 20h30, na Avenida Meriti, na Vila da Penha. Após deixar um restaurante, ao volante de um Fox vermelho e acompanhada do marido e do filho, de 5 anos, a universitária foi abordada pela dupla, que havia acabado de descer de uma Kombi de lotação.

 

A reação de susto de Silvânia fez com que um dos criminosos atirasse, atingindo o pescoço e a cabeça da vítima. Mesmo levada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, Silvânia não resistiu. Os criminosos ainda balearam o taxista Luciano Fontes de Oliveira, 37, que dirigia um Santana e que teria atropelado um deles quando estes fugiam. Ferido na barriga, ele foi levado para o mesmo hospital.

 

Os bandidos ainda roubaram uma picape Montana antes de deixarem o local. A picape foi recuperada pela Polícia Militar na Favela Furquim Mendes, no Jardim América, também na zona norte. O caso foi registrado na delegacia de Vicente de Carvalho (27ªDP).

 

Tijuca

 

A modelo Fabiana Andrade - ex-musa do quadro " A Banheira do Gugu" e o marido dela, um policial civil, foram alvos de três assaltantes, às 19h45, na saída de uma academia de ginástica, na esquina da Rua São Francisco Xavier com a Rua Barão de Mesquita, na Barra da Tijuca, também na zona norte do Rio.

 

Armado, o marido da Fabiana reagiu, atingindo Tadeu Diniz da Rocha, de 34 anos, nas pernas e na barriga. Os outros dois criminosos fugiram levando a bolsa e o celular da modelo. O bandido baleado segue internado no Hospital Geral do Andaraí. O casal, que saiu ileso, prestou depoimento na delegacia de Vila Isabel (20ª DP).

 

Ônibus

 

Dois criminosos foram baleados, sendo que um deles morreu, e um passageiro ficou ferido, no início da noite, durante um assalto a um ônibus na pista sentido Campo Grande da Avenida Brasil próximo ao Hospital Geral de Bonsucesso. O tiroteio teve início após um policial militar à paisana dar voz de prisão aos criminosos no momento em que um deles rendia o cobrador. O bandido baleado morreu no local. O passageiro passou por cirurgia e não corre mais risco. O caso foi registrado na delegacia de Bonsucesso (21ªDP).

Mais conteúdo sobre:
Rio assaltos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.